Google+ Followers

CALENDÁRIO DE PAGAMENTO 2017

CALENDÁRIO DE PAGAMENTO 2017
PREFEITURA DO RIO DE JANEIRO

sábado, 25 de março de 2017

ESCALA DE SERVIÇO DA GUARDA MUNICIPAL VAI SER ALTERADA - 12 X 60 HORAS


Guarda Municipal implantará escala de trabalho 12 x 60 horas nos próximos dias
24/03/2017 

O comando da Guarda Municipal do Rio de Janeiro (GM-Rio) implantará, nos próximos dias, a nova escala de 12 horas trabalhadas por 60 horas de descanso. A medida vai contemplar, inicialmente, os 1.900 guardas que atuam em diferentes ações na cidade, como patrulhamento em geral, controle do trânsito e ordenamento urbano. A mudança atende ao pleito de toda a categoria e foi aprovada pelo prefeito Marcello Crivella, após estudo de impacto do efetivo, realizado pela Diretoria de Operações (DOP), que conseguiu limitar em 3% a redução nas ruas.

O percentual é menor do que a média de 10% dos GMs afastados nos últimos dois anos por problemas de saúde provocados pelo prolongado tempo de trabalho em pé e pouco descanso.

- Estamos proporcionando mais qualidade de vida para o nosso guarda. A mudança será feita aos poucos e estou contente em ter conseguido atender a esse pleito. Com a nova escala, esperamos preservar a saúde dos profissionais e reduzir o número de afastados e readaptados por problemas sérios que muitos adquirem na coluna, por exemplo, por ficarem muito tempo em pé e não descansarem o tempo necessário - destacou a inspetora geral Tatiana Mendes, comandante da GM-Rio.

Com o efetivo total de 7.500 guardas, sendo 800 em processo de readaptação por problemas de saúde, a GM-Rio mantém ainda servidores nas escalas 5x2, 12x36 e 24x72 horas.

sábado, 18 de março de 2017

GUARDA MUNICIPAL RIO - PROTESTO CONTRA CORTE DE GRATIFICAÇÃO POR ASSIDUIDADE


GRUPO DE APROXIMADAMENTE 250 GUARDAS MUNICIPAIS FORAM ATÉ A CÂMARA DOS VEREADORES PEDIR APOIO NO SENTIDO DE REVERTER DECISÃO DO PREFEITO MARCELO CRIVELLA

Um grupo de aproximadamente 250 guardas municipais realizou protesto contra algumas medidas tomadas pelo prefeito Marcelo Crivella, entre elas o corte de 50% do valor na gratificação por assiduidade. Os protestos se estenderam para a questão do fechamento dos PROGRAMAS DO PREVI-RIO, auxílio educação, creche, material escolar e outros, além do baixíssimo VALOR DO TICKET ALIMENTAÇÃO.

QUANTO À GRATIFICAÇÃO ELA FOI FOI CORTADA, e seu valor caiu de R$ 200,00 para R$ 100,00 por mês. 

Os profissionais da GM-RIO souberam do corte na última SEGUNDA-FEIRA.

Para os servidores, ficar sem R$ 100,00 faz muita diferença e pesa no ORÇAMENTO.

Alguns vereadores prometeram levar a solicitação até o GABINETE DO PREFEITO. 

Vale dizer que o Sr. INDIO DA COSTA, fez parte de sua campanha DERROTADA para prefeito, prometendo mundo e fundos para os GUARDAS MUNICIPAIS, e hoje é homem forte do PREFEITO CRIVELLA. Está, portanto, moralmente obrigado a interceder pelos GMs.

sexta-feira, 17 de março de 2017

MARCELO CRIVELLA - O "MÃO DE TESOURA" QUE NÃO PAGA PROMESSAS FEITAS

Em se tratando de política, promessa é COMPROMISSO ASSUMIDO.


PREFEITO PARECE QUE ATÉ AQUI NÃO COMEÇOU A GOVERNAR, MAS, EM TERMOS DE CORTES E DESCUMPRIMENTO DE PROMESSAS DE CAMPANHA VAI DE VENTO EM POPA.

O BLOG lamenta muito ter que fazer essa observação, mas, com 75 dias aproximadamente de governo, o Prefeito Marcelo Crivella e seu governo são uma enorme decepção.

O prefeito por se envolver em polêmicas em que "faltou com a verdade", por ter nomeado seu filho para ser SEU SECRETÁRIO, e pelo lamentável comportamento no CARNAVAL. Crivella deveria ter sido direto com a população, dizendo que não participaria, mas a prefeitura daria todo o apoio que estava compromissada com o evento da CIDADE.

No âmbito do governo, observa-se ainda uma série de INFELIZES e IMPRÓPRIAS nomeações de pessoas que logo em seguida precisam ser "desconvidadas" por não terem qualificação devida ou por estarem com algum tipo de "problema" em sua 'ficha'.

Gostaríamos de saber como ficou o caso da subsecretária de transportes, que segundo a imprensa apresentou uma declaração falsa de que seria formada em direito. Gostaríamos ainda de saber se o SECRETÁRIO DE TRANSPORTES está pagando suas dívidas com o IPTU, ISS e IMPOSTO DE RENDA. Temos o direito de saber, pois, a partir o momento que assume função pública, esse tema DÍVIDA COM O MUNICÍPIO E UNIÃO, passam a ser públicos.

Como é que a prefeitura mantém as isenções para as empresas de ônibus, que continuam a prestar um serviço de péssima qualidade ?

Restam ainda muitas dúvidas sobre promessas feitas durante a CAMPANHA.

PCCS para os servidores da área de SAÚDE ?

Assumir os RESTAURANTES POPULARES ?

Prosseguir com as OBRAS que estavam em andamento ?

Tem ainda a parte específica dos PROGRAMAS do PREVI-RIO. Tudo fechado. Auxílio EDUCAÇÃO, CRECHE...auxílio ÓRTESE E PRÓTESE...

Na sequência vem ainda o pior. 

Até assumir o prefeito não disse praticamente nada sobre as finanças do MUNICÍPIO. De um tempo para cá, só dá notícia ruim. Alguém mentiu sobre isso, e o cidadão tem direito de saber quem foi. Ou o governo passado escondeu informação, ou o governo atual não quia divulgar ? Ou o governo passado mostrou e o governo atual não viu ? Ou não é como EDUARDO PAES disse que era, ou não é como MARCELO CRIVELLA diz que é. UM DOS DOIS FALTA COM A VERDADE PLENA, FALTA COM TRANSPARÊNCIA.

NÃO PAGA FORNECEDORES, NÃO PAGA EMPRESAS TERCEIRIZADAS, ATRASO...ATRASO...

E aí, ao invés de entregar o que prometeu ao servidor e ao cidadão, o que começa a fazer é PROMETER AUMENTO DE IMPOSTO DO IPTU e CORTAR SERVIÇOS DA POPULAÇÃO E DIREITOS DOS SERVIDORES.

QUER COBRAR CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA DE APOSENTADO E PENSIONISTA, QUER CORTAR APOSENTADORIA INTEGRAL, QUER ACABAR COM O ABONO PERMANÊNCIA...CORTAR, TIRA, ACABAR...

CORTOU VERBA ATÉ DE ABRIGO PARA CRIANÇA, CORTOU GRATIFICAÇÃO DA GUARDA MUNICIPAL, E AGORA AMEAÇA CORTAR O ADICIONAL NOTURNO DOS PROFISSIONAIS DA SAÚDE. 

A população já não aguenta mais esse tipo de situação. E um governo que acabou de assumir, já parece VELHO, mais do mesmo, ou pior do que estava aí.

domingo, 12 de março de 2017

CRISE BATE À PORTA DA PREFEITURA DO RIO - CORTE DE VERBAS, FALTA DE MATERIAL E ATRASO DE PAGAMENTOS

GOVERNO DE MARCELO CRIVELLA PARECE QUE AINDA NÃO COMEÇOU 



OS SERVIDORES DA PREFEITURA DO RIO DE JANEIRO estão a cada dia mais preocupados com as NOTÍCIAS que estão sendo veiculadas, dando conta de que o PREFEITO MARCELLO CRIVELLA tem dito que o MUNICÍPIO DO RIO precisará fazer PESADOS CORTES em seu ORÇAMENTO e promover mudanças na área do PREVI-RIO, com cobrança de CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA DOS APOSENTADOS E INATIVOS, além de mudança no cálculo de futuras aposentadorias. O FIM do ABONO PERMANÊNCIA também tem sido VENTILADO.


Boa parte de tudo o que se diz, tem respaldo em DETERMINAÇÕES e ORIENTAÇÕES do TRIBUNAL DE CONTAS DO MUNICÍPIO /RJ.

Pior que não é só isso.

O governo de Crivella entra no seu terceiro mês, e parece que ainda não começou.

MUITAS DAS NOMEAÇÕES FEITAS TIVERAM QUE SER ANULADAS, pois, os nomeados não preenchiam as exigências para os cargo que foram indicados.

BATENDO CABEÇA, e acusando o antecessor (EDUARDO PAES) de ter deixado um ROMBO colossal, ATÉ AGORA o ORÇAMENTO DE 2017 - na prática, dinheiro para fazer as coisas funcionarem - ainda não saiu.

EM HOSPITAIS FALTAM AGULHAS, ESPARADRAPO, ANTIBIÓTICO E ATÉ PAPEL TOALHA. 

FORNECEDORES E PRESTADORES DE SERVIÇO RECLAMAM DE ATRASOS NO PAGAMENTO. Estão ameaçados os serviços terceirizados de ALIMENTAÇÃO/NUTRIÇÃO, SEGURANÇA, TRANSPORTE DE PACIENTES, MANUTENÇÃO DE ELEVADORES, OXIGÊNIO, e muitos outros.

O MUNICÍPIO DEVE ÀS ORGANIZAÇÕES SOCIAIS, CLÍNICAS DA FAMÍLIA PODEM EM BREVE SOFRER COM O DESMONTE DE EQUIPES.

No campo de OBRAS, está tudo parado. Não se vê absolutamente nada.

OS PROGRAMAS DO PREVI-RIO - AUXÍLIO CRECHE, ESCOLA, ÓRTESE E PRÓTESE, entre outros, estão fechados. Ninguém sabe o que vai acontecer.

É COM PERPLEXIDADE que os servidores municipais e cidadãos da CIDADE DO RIO DE JANEIRO acompanham os fatos.

CERTO, PORÉM, É QUE DURANTE A CAMPANHA, ALGUÉM MENTIU. 

O CANDIDATO QUE O EX-PREFEITO QUERIA EMPLACAR, DIZIA QUE ESTAVA TUDO BEM, E CRIVELLA NA ÂNSIA DE SE ELEGER, PROMETEU MUNDOS E FUNDOS, PARA AGORA COMEÇAR A ENSAIAR O DISCURSO DE QUE NÃO PODERÁ FAZER GRANDE PARTE. 

SERIA SÓ MAIS UM CASO DE POLÍTICO QUE PROMETE O QUE NÃO PODE OU NÃO TEM COMPETÊNCIA PARA CUMPRIR. NO CASO DE CRIVELLA É MAIS GRAVE. MENTIR É PECADO, E NÃO FICA BEM UM PASTOR (AINDA QUE LICENCIADO) DA IGREJA UNIVERSAL, MENTIR PARA TODA A POPULAÇÃO.


terça-feira, 7 de março de 2017

CRIVELLA PENSA EM TAXAR APOSENTADOS E PENSIONISTAS DA PREFEITURA DO RIO DE JANEIRO


ISSO SIGNIFICA TIRAR 11% DAS APOSENTADORIAS / PENSÕES QUE ULTRAPASSEM O TETO DO INSS.

Se levado a efeito, será um BAQUE nas contas de muitos servidores aposentados e pensionistas. 

Além do que, isso, foi dito por CRIVELLA durante a campanha e logo assim que eleito PREFEITO, QUE NÃO SERIA FEITO.

CRIVELLA DIZ QUE SERVIDORES APOSENTADOS NÃO CONTRIBUIRÃO COM PREVI-RIO.


Por certo que essa discussão ainda vai longe, e ela passa pelo fato de que o ex-prefeito EDUARDO PAES, que SONHA em ser GOVERNADOR DO RIO DE JANEIRO, tem que explicar como em OITO ANOS levou o PREVI-RIO a esta situação PRÉ-FALIMENTAR.

Já CRIVELLA, tem que explicar aos seus eleitores, aqueles que acreditaram nele, o motivo de ter dito tantas coisas antes da eleição, e agora estar fazendo, ou dizendo que tem de fazer, quase tudo diferente.

quarta-feira, 1 de março de 2017

PREVI-RIO - A PREOCUPANTE SITUAÇÃO DAS FINANÇAS DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO

EDUARDO PAES PODE TER ADMINISTRADO MAL O CAIXA

Não por acaso que, com a participação de 29 vereadores, foi criada na semana antes do recesso de Carnaval, a Frente Parlamentar em Defesa da Previdência Municipal, na Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro. 

A formalização do grupo foi assinado pelos seis vereadores do PSOL, e mais outros 23 parlamentares de diversos partidos.

Esse GRUPO vai tentar promover uma série de AÇÕES que tragam transparência por parte da Prefeitura do Rio sobre a saúde financeira do Previ-Rio e Funprevi. Os dois fundos são responsáveis pelo pagamento de auxílios aos servidores ativos, e dos proventos a aposentados e pensionistas. 

Luiz Alfredo Salomão (FOTO >>), está assumindo hoje o cargo de 
presidente do PREVI-RIO, e confirmou a preocupação com as finanças do INSTITUTO. Segundo matéria do Jornal O Dia, Salomão disse que a previsão é que o Previ-Rio tenha receita de R$ 1,5 bilhão neste ano de 2017 e despesas de R$ 4,1 bilhões. 

A prefeitura já estuda formas de fortalecer o caixa do instituto, e espera reabrir em breve alguns programas do Instituto, como auxílio-educação, que beneficia filhos de servidores.

CAIXA PRETA

O mais GRAVE nisso tudo, é que durante os três últimos anos da administração de EDUARDO PAES, o Previ-Rio, não apresentou balanço atuarial. Assim, oficialmente não se sabe qual a situação financeira do INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES DO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO.

FICA ENTÃO A PERGUNTA, onde estava o TRIBUNAL DE CONTAS DO MUNICÍPIO que permitiu tamanho descalabro. Caberia também a Câmara de Vereadores cobrar essa prestação de contas, mas, aí, a exemplo do que ocorre na ALERJ, o PMDB e seus aliados tinham maioria, e varreu para debaixo do tapete, todas os erros da administração de Eduardo Paes.

Felizmente, o eleitor do Rio de Janeiro mandou o PAES e o PMDB embora. Tomara que tenha firmeza de não permitir que ele volte como GOVERNADOR, mesmo que por outro partido. Tomara ainda que o cidadão se conscientize de que tem de fiscalizar o atual prefeito. Crivella prometeu muito, já tem 60 dias de governo, e o que se viu até aqui foi uma CHUVA de nomeações de pessoas inabilitadas para exercer a função pública.

sábado, 25 de fevereiro de 2017

MACAÉ PAGA COM DINHEIRO DO MUNICÍPIO, POLICIAIS MILITARES DO ESTADO DO RIO

Além de Macaé, o 32º BPM faz a segurança de Casimiro de Abreu, Conceição de Macabu, Quissamã, Carapebus e Rio das Ostras.
R$ 2,4 MILHÕES DOS COFRES PÚBLICOS MUNICIPAIS FORAM DESTINADOS AO PAGAMENTO DE UMA BONIFICAÇÃO NO VALOR DE R$ 3,5 MIL REAIS A CADA POLICIAL MILITAR LOTADO NO 32o. BPM DE MACAÉ. A JUSTIFICATIVA É "GARANTIR" A SEGURANÇA DE MACAÉ.

Prefeitura realiza pagamento de servidores e bonificação da PM
24/02/2017 - 12:09:00 - Jornalista: Equipe Secom








A Prefeitura de Macaé informa que efetua nesta sexta-feira (24) o pagamento de todos os servidores públicos municipais, injetando na economia local R$ 84,6 milhões. 

A prefeitura informa ainda que - após atender à Justiça, cuja decisão exigia a assinatura do governador do Estado do Rio de Janeiro no Termo de Cooperação e autorizada pela Lei Municipal 4.329/2017 - a administração municipal também realiza hoje o pagamento de bonificação de parcela única, no valor de R$ 3.500, depositada diretamente na conta de cada policial militar lotado no 32º Batalhão, totalizando despesa de R$ 2,4 milhões. 

Com a medida o governo busca garantir que todos os macaenses tenham um Carnaval com toda segurança, tranquilidade e paz.

NOTA DO BLOG: A decisão da prefeitura de Macaé é absurda, e abre um gravíssimo precedente, pois, cria um vínculo irregular entre os PMs que atuam naquele Batalhão, com a segurança apenas da cidade de Macaé.

O que acontecerá, se o governo do estado resolver remover, transferir policiais de lá, desse BATALHÃO, para outro, que é responsável pelo policiamento de outra cidade ? O prefeito vai dizer que não pode transferir ?

Estamos agora criando a figura de CIDADES que pagam "por fora" à Polícia Militar, para, conforme diz a nota da prefeitura de MACAÉ, "
garantir que todos ( no caso os macaenses) tenham um Carnaval com toda segurança, tranquilidade e paz."

Admitimos então que ali perto, em São Gonçalo por exemplo, essa garantia não exista, pois pelo que se sabe os PMs do 7o. BPM não receberam nada de bonificação. Em outras cidades do Estado, cujas finanças não permitam tal ABSURDO, o policiamento não será o mesmo ? Os policiais não terão a mesma MOTIVAÇÃO ?

Aceitamos com essa medida a figura do PM que trabalha em cidades RICAS e os PMs que trabalham em cidades POBRES ? Aceitamos mais uma forma de criar FOSSOS entre servidores ?

Prefeituras devem, quando possível, auxiliar na questão da segurança. Jamais fazendo o que está fazendo a PREFEITURA DE MACAÉ. 

Impressiona ver que a JUSTIÇA não tenha barrado esse "negócio". 

Exigir apenas a assinatura de PEZÃO, e o compromisso de que ele vai devolver o dinheiro é muito pouco, ou, o mesmo que nada. PEZÃO na condição de governador deve a DEUS e o MUNDO, pega dinheiro emprestado / adiantado, e não devolve.

MACAÉ corre o risco de levar CALOTE, e nós corremos o risco de ver que estão tentando implantar no Rio a MILÍCIA MILITAR, desmontando a POLÍCIA MILITAR.